Neverland não não também não

sábado, 25 de abril de 2015

Resenha do Filme Cinderella



How gorgeous is that grey dappled horse?!

  O live action não acrescenta nada novo à história, mas possui cenografia e figurinos digníssimos. É um prato cheio para escritores na questão da descrição das cenas.
  Uma análise rápida das personagens e seus respectivos atores. A Cinderella é uma fofa e me convenceu bastante, inclusive me fez gostar mais da personagem no filme do que na própria animação na qual é baseada. Também foi muito agradável ver Richard Madden em um universo diferente (Ainda assim houve uma semelhança breve mas preocupante entre a história do filme com GOT : novamente casando com a moça, a qual não fora prometido). Os ratinhos dão o toque do mascote característico dos filmes da Disney. A fada madrinha é impulsiva, desastrada e afetiva, e é interpretada por ninguém menos que Helena Bonham Carter. As irmãs são cômicas e a madrasta uma vilã e tanto, sem a aparência de "puramente má" que os desenhos costumam dar a esse tipo de personagem, mas com um ar humano que transpareceu claramente em algumas cenas, principalmente na expressividade no olhar da atriz.
  Algumas cenas que merecem mais atenção são as da relação de Ella com seu pai, a cena em que o príncipe conversa com o rei enquanto esse último está no leito, as transformações mágicas, que são engraçadinhas e cheias de brilho, e a cena do príncipe com a princesa para quem é prometido, que possui certo duplo sentido.
  Apesar de tudo, não consegui evitar uma certa comparação com o filme de Alice no País das Maravilhas: a mocinha muito branca e loira de vestido azul, uma doida interpretada por Helena, as irmãs que brigam o tempo todo. Mas é só uma questão de visual/clima mesmo, pois é claro para todos que o enredo é muito distinto. Talvez seja apenas neurose minha mesmo.
  Enfim, o filme é bastante agradável e bom para se ver em uma tarde qualquer. No geral, o que mais acrescenta nele é justamente o que me incomoda em boa parte dos filmes: a moral da história. Essa é simples e doce: "Be brave, and be kind".

0 comentários:

Postar um comentário

Popular Posts

Quem sou eu

Minha foto
Universitária, leitora ávida, autora nos tempos vagos, amante das artes.
Tecnologia do Blogger.